Funcionários Compram Copos Stanley e sao demitidos

por | 29 01 2024

Uma colaboração entre a icônica marca de copos Stanley e a gigante Starbucks recentemente desencadeou uma verdadeira febre nos Estados Unidos, resultando em medidas drásticas tomadas por uma empresa. De acordo com informações do Business Insider, a rede de lojas de departamentos Target demitiu funcionários que adquiriram o produto de uma maneira considerada inadequada nas unidades onde trabalhavam.

Os relatos de vários ex-funcionários da rede inundaram as redes sociais, mencionando que compraram o famoso copo em suas próprias lojas. Este copo tem um valor de cerca de US$ 50 (R$ 246 na cotação atual). Araceli Bernal, uma norte-americana, conversou com o Insider e confirmou a história, compartilhando que ela e vários colegas perderam seus empregos por aparentemente violarem a política da empresa.

Bernal trabalhava em uma filial no estado de Delaware há cerca de dois anos. Ela comprou um copo da linha temática apenas duas semanas antes de seu turno começar, às 10h. Dois dias depois, foi chamada pelos gerentes e informada de que seria demitida devido a uma investigação sobre a compra de copos Stanley por parte dos funcionários.

“Sinceramente, eu não achei que seria demitida, pois não considerei isso uma grande questão”, comentou Bernal. Ela suspeita que a pessoa encarregada dos copos tenha reservado alguns itens de forma inadequada para funcionários que demonstraram interesse.

A Target não respondeu aos pedidos de entrevista do site, mas um manual do funcionário ao qual a reportagem teve acesso diz o seguinte: “Os membros da equipe não podem usar seu status para obter uma vantagem injusta sobre os clientes quando se trata de comprar mercadorias”. Portanto, os funcionários deveriam adquirir os copos fora do horário de trabalho, quando a loja estivesse aberta. O manual também proíbe a compra de mercadorias promocionais e/ou de alta demanda.

No entanto, o manual oferece uma possibilidade: “Se a mercadoria estiver exposta há mais de 15 minutos sem que nenhum cliente demonstre interesse, o funcionário pode comprá-la.” A violação dessas regras pode resultar em demissão. Outros produtos com alta demanda e ofertas em datas promocionais, como a Black Friday, também se enquadram na regra dos 15 minutos.

Com a ampla repercussão do caso, surgiram várias histórias nas redes sociais sobre funcionários que buscavam maneiras de tirar vantagem na compra desses cobiçados copos. Alguns clientes relatam ter visto funcionários escondendo os itens em locais secretos, desviando a mercadoria antes que ela chegasse às prateleiras ou até mesmo comprando várias unidades para revendê-las com um preço mais alto em outros lugares.

Gostou? Compartilhe

Quem leu este artigo, também leu

Peça Orçamento Sem Compromisso

Ao preencher o formulário o fornecedor entrará em contato com os melhores preços para copos do mercado!

Agradecemos seu contato! Verifique seu Whatsapp